Imagens Asparagus Albus

     
Pin It


Asparagus Albus

Preço: 6,50 €

  o preço pode variar em função de quantidade

 

Disponível

O preço não inclui o custo da entrega


nome popular-espargo branco
nome científico-asparagus albus
origem-Sul da Europa, Oeste asiatico e Norte de África
 
DISPONÍVEL—
 fresh seeds
em lotes de 11, 22, 44, 88, 176 e 352 sementes—
cotação para lote 11 sementes, —6,50€—
restantes lotes serão cotados proporcionalmente ao número de sementes sofrendo descontos de 10, 20, 30, 40 e 50%, respectivamente—
 
fonte
foto: www.
texto: www.

Ecologia


Asparagus Albus, (em algumas publicaçoes também designados de Abus), ocorrem em matos xerofilicos abertos e sebes,  na orla de bosques perenifólios, geralmente zambujais.

Coloniza pomares de sequeiro abandonados e terrenos incultos.

Quando dominante, origina matos baixos, denominados espargueirais ou espargais.

Menos frequentemente mas também resiste em talhoes de salinas e orlas de sapal, em locais abertos e secos.

O A. Abus, tambem conhecido por estrepes, é um arbusto perene, que atinge cerca de 60 cm de altura, embora o seu crescimento seja tendencionalmente prostrado.

As suas folhas verde escuras são uninerveas e curtas formando verticíolos em torno do caule branco, origem da sua denominacao, tanto científica quanto popular, Abus ou Albus. As flores são brancas, numerosas, de androceo violáceo e de aroma agradavel. O fruto é uma baga.

Integra o tipo fisionómico dos nanofanerófitos e distribui-se a Sul da Europa, no Oeste Asiatico e Norte de África. Os habitat mais apetecidos são os ruderais, matos, bosques e matagais.

Ruderal, (do Latim: ruderis; "entulho"), é a designaçao dada em ecologia às comunidades vegetais que se desenvolvem em ambientes fortemente perturbados pela acção humana, como sejam cascalheiras, depositos de entulho, aterros, bermas de caminhos e espaços similares. Por extensão designam-se por plantas ruderais, ou por vegetaçao ruderal, as especies e as comunidades vegetais típicas desses ambientes.

O A. Albus, floresce a partir de Março até Junho, excepcionalmente até Outubro.

Vitaminas A, C e B1, asparagina, tanino e glicósidos, compoem os seus principios activos. Tem propriedades diureticas, comestiveis. O A, Albus é, principalmente cardiotónico e laxante.

Rebentos (espargos) e raízes, são as partes utilizadas. Para além do uso alimentar dos rebentos, as raizes são usadas em casos de prisão de ventre, icterícia e taquicardia.

Os rebentos do A. Aphyllus do A. Acutifólius e do A. Albus, são tão ou mais nutritivos que os dos Asparagus Officinalis L., introduzido pelos Romanos na Península Ibérica. No século XVIII, as suas qualidades atrairam a atençao da burguesia, que fez deles, até ao século XIX, uma iguaria muito disputada.


Perfis fitoquímicos e de biodiversidade da planta selvagem de Asparagus Albus, L....


Os extratos etanólicos das folhas, pericarpos e risomas de Asparagus Albus, L., foram investigados quanto a sua composicao fitoquímica, antioxidantes, (ensaios DPPH e FRAP), antimicrobianos contra isolados patogenicos humanos e actividades citotóxicas (carcinoma do cólon humano HCT-116 células).

O maior teor de flavonóides foi obtido no extracto foliar seguido de pericarpo, mas não houve flavonóides detectados no rizoma. No entanto o rizoma teve uma alta concentração de saponinas.

Os perfis de flavonóides e saponina foram semelhantes aos descrtitos anteriormente para o triguero Huetor Tajar asparagus landrace .

Verificou-se que o extracto etanólico do pericarpo apresentou maior actividade antioxidante do que o rizoma e os extractos foliares. Alem disso o rizoma possuía actividade citotóxica mais evidente contra células HCT-116, em comparaçao com a folha e o pericarpo. Todos os extratos mostraram diferentes graus de actividade antimicrobiana contra a maioria dos isolados patogénicos humanos. Além disso, as folhas mostraram actividades inibitorias mais poderosas contra o numero maximo de bacterias e todo o fungal isolado e a maior actividade foi no extrato de pericarpo contra pseudomonas aerugilosa multirresistente, MDR, e Streptococcus Agalactiae resistente a erritromicina, ER, com uma zona de inibição de 21mm e 19mm, respecitamente.

Os resultados mostraram que o A. Abus, poderia ser uma nova cultura com interesse farmaceutico uma vez que a sua riqueza em compostos bioactivos proporciona beneficios consideráveis para a saúde humana.



we're developing efforts to proceed, in the shortest amount of time to presentation of this website also in English and French. It is a time consuming job, whose articles are being presented, gradually. We regret this inconvenience
 
nous développons des efforts de procéder, dans le plus court laps de temps à la présentation de ce Website aussi en Anglais et en Français. C'est un travail fastidieux, dont les articles sont présentés progressivement. Nous regrettons cet inconvénient

00351234948116 - Compre pelo telefone
Segunda-Feira-Sexta-Feira, 09:00-18:00

 


Detalhes produto


Categoria: wild

Peso produto: 0.01 kg.


  
  


  

Newsletter

 
Quer receber por email notificações de promoções, ofertas ou novidades?





  

  

Ofertas especiais